Afinal, por que precisamos utilizar protetor solar no inverno?

Last Updated on 29 de setembro de 2021 by Lucimara da Cunha

“Filtro solar, nunca deixem de usar filtro solar. Se eu pudesse dar só uma dica sobre o futuro, seria esta: usem o filtro solar”. Já dizia Pedro Bial em seu memorável texto com dicas para uma vida longa e feliz. Os benefícios a longo prazo do uso de filtro solar estão comprovados pela ciência, e isso todo mundo já sabe. Mas, com a chegada do inverno, fica aquela dúvida: será que faz muita diferença não passar o protetor solar?

A resposta é única: S-I-M! Faz toda a diferença, mesmo que o sol não pareça ser o mesmo do verão. Essa sensação é justificada, pois os raios ultravioleta B (ou UVB) alternam sua intensidade em alguns períodos – como outono e inverno, dias mais frios e nublados -, mas os raios ultravioleta A (ou UVA) mantêm o mesmo poder de penetração durante o ano todo.

Os raios ultravioleta A penetram a camada de ozônio com facilidade e nos atingem de forma menos intensa, porém contínua. Por isso, têm relação direta com o melanoma, que é um câncer mais severo. Já os raios ultravioleta B são relacionados aos outros casos de câncer de pele – os mais comuns, que ocorrem em maior número.

Mas doenças graves não são o único perigo. Essas radiações ainda podem causar envelhecimento precoce, manchas, rugas e flacidez. Percebeu a necessidade de cuidar da sua pele, protegendo-a com filtro solar mesmo nos dias em que o sol está mais tímido? Acredite: no futuro, você vai ficar grata (e linda!) por ter ouvido essas dicas.

Além disso, deve haver um cuidado redobrado principalmente por pessoas com o fototipo 2 de pele – ou seja, pessoas com a pele muito clara, loiras ou ruivas e de olhos claros. Por possuírem características mais sensíveis, essas pessoas estão mais vulneráveis ao câncer de pele. Portanto, para quem pertence a esse grupo, é indicado, além do protetor solar, o uso de proteções mecânicas, como bonés, chapéus e óculos escuros.

Já para as pessoas que não possuem a pele sensível, somente o uso diário do filtro solar já é suficiente. Ainda assim, recomenda-se utilizá-lo não somente no rosto. As regiões do corpo em que o câncer de pele é mais comum são aquelas mais expostas à radiação solar e à luz artificial, como face, braços, tronco e também as mãos. No inverno, protetores solares até o fator 30 são suficientes. Mas vale lembrar daquela regrinha básica: evite a exposição ao sol entre 10h e 15h, os horários mais perigosos.

Se você tem problemas com excesso de oleosidade, é bom certificar-se de que está utilizando o produto próprio para o seu tipo de pele, como o Dermosoft Protect Fotoprotetor Facial da Extratos da Terra, que tem toque seco e textura adaptada para peles oleosas. Ele deixa seu rosto livre dos danos causados pelos raios UVA e UVB, radicais livres e agentes como o vento, a poluição e a própria luz ambiente, além de hidratar a pele e prevenir o fotoenvelhecimento.

Para completar, fique de olho nas dicas de cuidados específicos para a pele por faixa de idade:

– 25 a 40 anos: para pessoas com essas idades, a palavra-chave é prevenção. Utilize diariamente protetor solar de amplo espectro, com proteção UVA e UVB, higienize a pele e aplique cremes antioxidantes tópicos ricos em princípios ativos como a vitamina C, a vitamina E ou o extrato do kakadu, por exemplo.

Indicamos: Dermosoft Protect FPS 30 e Dermosoft Revitalize Dermo Vit C;

– Acima de 40 anos: além dos fotoprotetores e antioxidantes, utilize agentes firmadores, antirrugas e despigmentantes, se necessário. Isso porque as peles com mais de 40 anos começam a apresentar perda de elastina e colágeno, e sua hidratação começa a sofrer alterações.

Indicamos: Dermosoft Protect FPS 30 e Dermosoft Day Reverse Anti-Idade Facial;

– A partir dos 50 anos: nessa fase, deve-se usar produtos que estimulam a produção de colágeno na face e ao redor dos olhos. Tratamentos estéticos como peelings e lasers são recomendados, além de preenchedores e séruns que estimulem a firmeza muscular.

Indicamos: Dermosoft Protect FPS 30 e Dermosoft Revitalize Sérum Anti-idade

No fim das contas, o ponto-chave é sempre a prevenção. É imprescindível consultar um dermatologista regularmente, proteger-se da exposição solar excessiva, alimentar-se bem e ingerir muito líquido, principalmente água.

Gostou das dicas? Deixe seu comentário aqui embaixo. 😉

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.