Arquivo da categoria: Conteúdo

Pele das mãos: saiba quais cuidados você deve ter com as mãos

Como você tem cuidado da pele das mãos?

As mãos são a região do corpo mais exposta no dia a dia. O dorso das mãos possui a pele muito fina e com poucas glândulas sebáceas, que são as células que produzem a oleosidade, e por isso as mãos sofrem mais, ficando ressecadas com facilidade.

Uma pele ressecada ou desidratada não desempenha de forma ideal a sua função de proteção. Isso que pode causar ainda mais ressecamento, formação de rachaduras ou fissuras e outros problemas como manchas

As mulheres sofrem mais com o ressecamento das mãos, já que a pele dessa região é mais delicada. Além disso, cerca de 20% mais fina do que a pele masculina. 

A pele das mulheres também é naturalmente menos oleosa, por possuir menos glândulas sebáceas do que a pele dos homens. 

lavando as mãos

Devido a esses fatores e também pelo fato de as mãos serem uma parte do corpo que está mais exposta e que sofre frequentes processos de lavagem durante o dia, as mãos das mulheres são mais suscetíveis a serem ressecadas e desidratadas.

Envelhecimento das mãos

Envelhecer faz parte da vida e é preciso saber conviver com as várias mudanças que aparecem na nossa pele no decorrer do tempo. 

Nossas mãos são um alvo inevitável dessas transformações, sendo a parte do corpo em que mais aceleramos o envelhecimento. 

Isso porque as mãos estão diariamente expostas às agressões do meio ambiente como sol, vento e produtos de limpeza que provocam o envelhecimento precoce da pele. 

O excesso de sol causa manchas senis que se intensificam ao longo dos anos, deixando a pele dessa região com aparência envelhecida. No inverno, a água muito fria e a exposição ao vento forte também maltratam a nossa pele. 

Além disso, a pele das mãos é mais fina e sensível do que a pele de outras regiões do corpo. Como já discutimos no post sobre a pele do corpo. Isso deixa as mãos mais suscetíveis ao ressecamento e, consequentemente, ao envelhecimento da pele dessa região. 

Uma dica valiosa é cuidar da pele das mãos desde jovem, mantendo-a saudável e bonita. 

Para evitar o ressecamento e prevenir o envelhecimento da pele nessa região, é importante utilizar diariamente hidratantes que protegem a pele e evitam a perda de água. Assim como fazer uso de proteção solar quando for expor as mãos ao sol. 

Mas se você já está sofrendo com o envelhecimento das mãos, existem diversos tratamentos estéticos para amenizar os efeitos do tempo. Procure um profissional qualificado para fazer uma avaliação 😉

Dicas de cuidados com pele das mãos

1 – A primeira dica é tomar água, pois ela é vital para manter a pele saudável e bonita, e não só das mãos, mas do corpo em seu conjunto. 


2 – A segunda é usar protetor solar nas mãos. Não se esqueça de proteger essa região, afinal o sol é o principal causador do envelhecimento cutâneo e das manchas de pele. Você pode usar o mesmo protetor do rosto nas mãos.

3 – Hidrate a pele das mãos e use produtos direcionados para essa região. Isso porque as mãos têm as suas particularidades e necessidades diferentes da pele do resto do corpo. 

hidrate as mãos

Procure por produtos com base vegetal e ricos em vitamina E e ômegas 3, 6 e 9. Dessa forma, além de hidratar profundamente a pele, esses produtos têm ação antioxidante e regeneradora da pele, ajudando a prevenir o envelhecimento e mantendo a pele das mãos saudável. 

4 – Esfolie a pele das mãos uma vez na semana. Isso ajuda a manter a renovação da pele e também melhora a hidratação, evitando que fique opaca e sem vida. Uma boa opção é usar o Esfoliante Fitomineral, ele também retira o excesso de poluição e ilumina a pele. 

5 – Use luvas quando estiver exercendo atividades com produtos químicos, isso evita que os produtos químicos alterem a barreira de proteção da pele e provoquem desidratação.  

6 – Se você possui manchas senis ou de sol nas mãos, uma dica de tratamento é usar produtos clareadores à noite. 

Agora que você já sabe tudinho, que tal colocar em prática esses cuidados?

Microagulhamento: Cuidados pré e pós

Cuidados antes do microagulhamento e após a sessão são importante para obter os resultados positivos da técnica!

Porém, são necessários alguns cuidados essenciais de preparação da pele, de pós procedimento e principalmente no cuidado na aplicação da técnica, que deve ser realizada por um profissional capacitado.

A técnica consiste na punturação da pele, na qual é usado um equipamento com microagulhas de aço cirúrgico, que deve ter registro na ANVISA e ser descartado após cada aplicação.

As micropunturações estimulam a vasodilatação, aumentam a permeação de ativos e estimulam a síntese do colágeno, auxiliando em vários tratamentos. 

O tratamento certamente pode ser associado a outros recursos nos intervalos das sessões de microagulhamento, sendo essencial tratamentos de revitalização e hidratação neste período.

O cuidado vai desde a hora da decisão por microagulhar até a escolha de um programa de tratamento específico para cada cliente, além dos cuidados com a biossegurança.

É importante lembrar que equipamento ilegal ou mal utilizado compromete sua credibilidade profissional e, muito mais grave que isso, pode comprometer a saúde de seu cliente bem como o resultado esperado.

Cuidados antes do microagulhamento

Primeiramente, os cuidados necessários para microagulhar que devem iniciar 30 dias antes da aplicação:

  • Primeira sessão aplicação de protocolo de limpeza de pele profunda
  • Segunda sessão aplicação de hidratação profunda
  • Terceira sessão revitalização da pele com associação de ativos fundamentais como Vit. C, ácidos de baixa concentração, ativos normalizadores da pigmentação, sempre respeitando a queixa da cliente e necessidade da pele
  • Quarta sessão microagulhamento com uso de fator de crescimento

Lembrando que o uso dos produtos home care são indispensáveis já que os resultados dependem da preparação da pele.

Nos cuidados antes de iniciar as sessões de microagulhamento é importante realizar limpeza, tonificação e proteção solar pois estes cuidados fazem parte do tratamento e devem ser usados diariamente pelo cliente, associando cosméticos hidratantes com fatores de crescimento, vitamina C, clareadores, produtos adequados ao biotipo e fototipo de pele e, claro, a finalização com fator de proteção solar.

Esses cuidados diários fazem com a pele esteja hidratada e nutrida melhorando assim a eficácia da técnica. E não esqueça é preciso interromper o uso de qualquer ácido na pele entre 72 e 48 horas antes de se submeter ao procedimento.

Sugestões de produtos para associar ao microagulhamento

Conheça nossas sugestões de produtos para uso em casa para associar ao seu tratamento:

Em adicional preparamos um vídeo do protocolo de aplicação do microagulhamento.

Cuidados após o microagulhamento

Após a realização da técnica, a pele pode apresentar  leve descamação, vermelhidão, ardor e um leve edema, além de sensibilidade ao frio, calor e principalmente ao sol. Indicamos água termal para atenuar os sintomas.

Não é recomendado o uso de nenhum FPS por até 12h após ter realizado o microagulhamento. Após esse período o fotoprotetor é obrigatório.

Evite exposição solar nos primeiros 30 á 45 dias e sempre usar filtro solar adequado a pele, se puder use com cor para potencializar a proteção, lembrando de reaplicar o fotoprotetor conforme a recomendação na embalagem do produto..

Entre todos esses cuidados, vale salientar que hidratação é a chave de tudo! Precisamos beber água, pois é essencial para mantermos a pele saudável e potencializar o resultado de qualquer tratamento estético.

Não esqueça também de que qualquer cliente deve se submeter a uma cuidadosa ficha de anamnese, onde essa determinará se é viável a aplicação da técnica ou não.

Lembrando sempre que na gestação não é indicado nenhum tipo de tratamento sem autorização prévia de seu médico.

Cuidados com a pele no verão: as dúvidas mais frequentes sobre hidratação

Entre os cuidados com a pele no verão estão principalmente se proteger e se hidratar. Já falamos de nove dicas de como preparar a pele para o verão, mas ainda surgem muitas dúvidas sobre hidratação. Por isso, hoje vamos responder a algumas das dúvidas mais frequentes dos nossos clientes.

Essas dúvidas podem ser as mesmas que você tem, então fique atenta!

Como cuidar da pele do rosto no verão?

Essa é uma das dúvidas mais frequentes. É fato que precisamos cuidar da pele em todas as estações do ano, mas no inverno e no verão alguns cuidados especiais são importantes devido à mudança de temperatura. Falamos sobre essas diferenças neste post.

Mas, para resumir, algumas dicas de cuidados com a pele do rosto no verão são:

  • Use maquiagem leve, pois no verão a pele fica mais oleosa do que o normal, e bases pesadas podem piorar esse aspecto.
  • Procure lavar o rosto duas vezes ao dia com produtos específicos para essa região  e para o seu tipo de pele. 
  • Aplique o protetor solar e reaplique conforme a indicação da embalagem. Dê preferência a produtos que protegem dos raios UVA, UVB e da poluição.
  • Procure tomar banhos gelados, ou pelo menos mornos, e logo após aplique um bom creme hidratante e de preferência que tenha ação antioxidante. Essas substâncias ajudam a evitar os danos dos raios solares na pele, como, por exemplo, o envelhecimento.
  • Evite a exposição solar nos horários mais intensos dos raios UV, entre as 10h e as 16h.
  • Beba bastante água diariamente.

Como hidratar a pele no calor?

Muitas vezes, é difícil usar hidratantes no calor, não é mesmo? Isso porque os cremes geralmente ficam melosos, e ninguém gosta dessa sensação. Mas existem opções de hidratação que não deixam a pele grudenta no calor. 

  • O que é bom para hidratar a pele do corpo no verão?

Para hidratar a pele do corpo e evitar o desconforto de sensação pegajosa, a dica é usar cremes com base vegetal, pois esses cremes não são gordurosos e absorvem rapidamente na pele. Assim, você terá a pele profundamente hidratada.

hidratante corporal com manteiga de karité

Saiba mais sobre esse tipo de creme no post: Creme hidratante com manteiga de karité.

  • O que é bom para hidratar a pele do rosto no verão?
hidratação

Já no rosto, a regra é procurar produtos hidratantes para o seu tipo de pele. Por exemplo, você pode usar um hidratante que é também clareador, rejuvenescedor ou até mesmo um hidratante que controle o excesso de oleosidade.

Nesse caso, siga as necessidades da sua pele e não se esqueça de aplicar diariamente o produto. 

Posso usar o mesmo hidratante do corpo no rosto?

Não é o mais recomendado, pois cada região do nosso corpo tem características distintas, e os produtos são desenvolvidos levando em consideração essas diferenças. Por exemplo, o pH é diferente, a espessura da pele do corpo e do rosto é distinta, as necessidades de hidratação são diferentes e a umidade da pele também. 

Por isso, você pode até pensar que está economizando ao aplicar um produto do corpo no rosto, porém com o tempo a sua pele vai reclamar, e poderão aparecer outros problemas, tais como excesso de oleosidade, acnes e até manchas. 

Como refrescar a pele no verão?

Nada melhor do que estar em uma temperatura elevada e receber uma brisa refrescante. Consigo até me imaginar na beira da praia e sentir as gotículas tocando a pele! Você consegue imaginar isso também?

Deixando a imaginação de lado e partindo para a prática, isso é bem possível e prático de se fazer. Basta ter consigo uma água dermatológica ou uma água termal e aplicar durante o dia, seja na praia, na beira da piscina, no parque ou depois de uma atividade física. Além de provocar a sensação de refrescância, esses produtos repõem os nutrientes na nossa pele. 

Hidratação e refrescância para a pele no verão

Uma dica maravilhosa é a Água Dermo Revigorante. Ela pode ser inclusive no pós-sol, acalmando a pele após 15 minutos. Mas lembre-se de usar o protetor solar para evitar queimaduras solares 😉

A dica mais valiosa deste produto no verão é que você pode deixá-lo na geladeira ou na bolsa térmica. Assim, você terá uma sensação maravilhosa de refrescância ao aplicar no rosto, no corpo e até no cabelo.

Para finalizar, se você tem alguma dúvida que não apareceu aqui, deixe a sua pergunta que logo vamos responder 😉

Diferenças entre creme de base vegetal e creme de base mineral

O creme de base vegetal é hoje uma das bases cosméticas mais compatíveis com a pele, ou seja, consegue ser mais eficaz quando comparado aos cremes que possuem óleo mineral na composição.

Vamos entender por que essas bases são melhores e trazem inúmeros benefícios para a pele. Mas primeiro vamos saber ao certo o que é uma base cosmética. 

Bases cosméticas são, por exemplo, os séruns, gel, gel-creme, loção ou creme. Esse tipo de base se refere à forma como o cosmético é feito.

É na base que são introduzidos os ingredientes ativos que fazem com que o produto tenha uma ação específica em disfunções como celulite, estrias, rugas e linhas de expressão, entre outros. 

Como um creme age na pele

Para um produto ter efeito na pele, ele precisa primeiro conseguir penetrar em suas camadas. Contudo, a dificuldade de um produto permear a pele é grande, isso porque ela tem a função de bloqueio para que substâncias do ambiente externo não consigam atravessá-la, evitando doenças ou outros problemas. 

Desse modo, a melhor forma de fazer com que um produto permeie a pele é buscando opções que sejam compatíveis com ela. Isso quer dizer que é preciso escolher produtos que façam a pele entender que eles já são substâncias naturais dela, e não elementos intrusos. 

As bases vegetais fazem exatamente isso. Elas possuem componentes idênticos aos que temos naturalmente em nossa pele. Então, quando aplicamos um creme de base vegetal, a pele entende como se fosse uma substância natural dela e não bloqueia a entrada desse produto. 

Dessa forma, ao permear a pele, esses componentes se juntam a ela e não são mais removidos quando lavamos, por exemplo. Isso faz com que essas bases continuem agindo na pele, hidratando-a por longos períodos.

ação do creme de mãos
Imagem ilustrativa de creme de base vegetal na pele, reconstruindo a barreira de proteção.


Além disso, depois de permear a pele, os ingredientes ativos que são carregados pela base vegetal agirão em lugares específicos. Dependendo do tipo desses ativo, eles vão agir nas camadas mais superficiais ou profundas, como no caso de ativos nanoencapsulados.

Qual a diferença entre o creme de base vegetal e o creme com óleo mineral?

Ao contrário do creme de base vegetal, que possui componentes semelhantes ao já existentes naturalmente na pele, o creme que possui óleo mineral aciona o bloqueio natural de proteção, pois o óleo mineral é uma substância estranha e intrusa ao corpo. 

Com isso, o óleo mineral formará uma película oclusiva sobre a pele, dificultando a perda de água que está dentro da pele para o exterior, o que evita a desidratação.

Após o uso do creme de mãos
Imagem ilustrativa mostrando a formação de película e barreira oclusiva

Essa película oclusiva cria uma falsa sensação de hidratação e também constitui um efeito passageiro, isso porque o óleo mineral impede que a água que está na pele evapore, porém não restaura a hidratação natural da pele nem a barreira de proteção. Assim, quando a pele é higienizada, essa película formada pelo óleo mineral é removida, e a pele volta a ficar desprotegida. 

Por outro lado, os cremes de base vegetal hidratam a pele de verdade, já que seus componentes são os já existentes na pele, recuperando a hidratação natural e restaurando a barreira de proteção mesmo depois da lavagem. 

Outra diferença é que, por constituir uma camada oclusiva, o óleo mineral também pode bloquear os poros da pele e dificultar a respiração. Esse fato, pode ocasionar problemas como cravos e espinhas. Por isso, é importante evitar óleo mineral na composição dos produtos, principalmente os faciais.

Qual escolher então?

Diante dessas diferenças, fica claro que os cremes de base vegetal são produtos mais modernos que trazem muitos benefícios à pele. Porém, esses produtos são caros, pois os componentes têm tecnologia mais avançada. Esse é o principal motivo de ainda encontrarmos no mercado muitos produtos com óleo mineral em sua composição. 

O importante é sempre avaliar qual o objetivo com o uso de um determinado produto. Para conseguir esse objetivo, é necessário um produto mais compatível com a pele ou um produto com óleo mineral trará o resultado que se espera?

Por exemplo, se você não deseja uma permeação muito profunda dos ativos e se a pele não precisa de uma hidratação extra, os produtos com óleo mineral podem valer o custo/ benefício. Por outro lado, se você precisa recompor a barreira de proteção da pele para restaurar a hidratação e ainda se deseja uma permeação mais profunda dos ativos, a base vegetal é a ideal. 

Cremes vegetais da Extratos da Terra

Em 2013, a Extratos da Terra lançou uma linha chamada Pro Vegetal. Aqueles novos produtos não se encaixavam nos conceitos de produtos convencionais, naturais ou orgânicos, e por isso criamos o conceito de “cosmético vegetal”.

Não se tratava de produtos convencionais porque não eram produtos comuns. Igualmente não eram produtos naturais, pois suas matérias-primas não passavam somente por processos físicos ou químicos simples, mas também por processos tecnológicos para extrair o melhor dos compostos vegetais. Do mesmo modo,  não eram produtos orgânicos, visto que as suas matérias-primas não têm certificação de orgânicos.

Esses produtos eram muito mais do que isso, oferecendo benefícios como:

  • Produtos com base tecnológica vegetal
  • Bases biocompatíveis com a pele
  • Veganos: não possuem ingredientes de origem animal e não são testados em animais (aliás, nenhum produto da Extratos da Terra é testado em animais)
  • 95% dos ingredientes são provenientes de fonte vegetal
  • Ingredientes certificados com o selo Ecocert
  • Livres de ingredientes derivados de petróleo, como óleo mineral, silicone e propilenoglicol
  • Com conservante eficaz e seguro, livre de parabenos 
  • Livres de óleo mineral, contêm somente óleos vegetais
  • Com componentes biodegradáveis que não agridem o meio ambiente
  • Livres de esfoliantes de polietileno
  • Livres de ingredientes que podem causar risco de sensibilidade à pele, como corantes

A partir de então, estabelecemos o termo “base vegetal” e, sempre que possível, passamos a desenvolver os produtos seguindo esse conceito. Até hoje, somos a única empresa com uma linha inteiramente vegetal de produtos profissionais.

Produtos Extratos da Terra com base vegetal
ícone produto de base vegetal

Vários produtos da Extratos da Terra possuem base vegetal, e você pode identificá-los no nosso site pelo selo vegetal, que estará nas imagens dos produtos (imagem ao lado). 

As embalagens dos produtos estão passando por atualizações, e o selo de base vegetal com o tempo também estará impresso nas embalagens, assim fica mais fácil identificar esses produtos. Esse processo ainda vai demorar um pouquinho para estar completo, mas ele já está acontecendo 😉

ícone livre de óleo mineral

Também possuímos produtos que não se enquadram na categoria de base vegetal, mas que não têm óleo mineral na composição. Esses produtos livres de óleo mineral podem ser identificados com o símbolo de livre de óleo mineral, como o da imagem ao lado.

Você já sabia da diferença entre cremes de base vegetal e base mineral?

Manchas na pele: Saiba como tratar

Manchas ou marcas escuras da pele, como são conhecidas as hipercromias, são um dos problemas que mais afetam a aparência feminina. 

Elas decorrem de diversas causas e estão relacionadas principalmente a fatores hormonais (uso de anticoncepcional, gravidez, entre outros) e exposição ao sol.

Primeiramente, vamos ver quais são os tipos de manchas:

  • marcas solares, devido ao excesso de exposição ao sol sem proteção
  • marcas senis, decorrentes da idade; 
  • as marcas pós-inflamatórias, que ocorrem depois de algum processo inflamatório na pele, como acne; e
  • melasma, que está relacionado na maioria das vezes a fatores hormonais e exposição ao sol.

Então, como agora você já sabe os tipos de manchas, vamos falar da origem dessas marcas escuras. Elas aparecem devido a produção descontrolada de um pigmento produzido pela nossa pele que se chama melanina.

A principal função da melanina é proteger o DNA das células contra os radicais livres e o estresse causados principalmente pela exposição à radiação solar e por processos inflamatórios. Sendo assim, quanto mais exposição ao sol ou quanto mais agredida a pele for, mais melanina produzirá para se proteger e maiores serão as chances do aparecimento de marcas indesejadas.

Por isso, é sempre bom prevenir a formação de manchas, tomando alguns cuidados para proteção contra os efeito danosos do sol. Por outro lado, se as marcas já apareceram na pele, a baixo temos umas dicas de como tratar em casa.

Como tratar as manchas na pele?

As marcas escuras aparecem normalmente em áreas expostas ao sol. Para clarear a pele de regiões como rosto, pescoço e mãos, principalmente o melasma, é necessário proteger a pele diariamente com protetor solar e usar produtos que fazem o controle da produção de melanina. 

Nessa tentativa de acabar com as manchas, muitas pessoas procuram por receitas caseiras, e aí é que mora o perigo, já que muitas dessas dicas não só não funcionam como também podem gerar marcas ainda maiores na pele. 

Então, se você quiser clarear a pele de forma efetiva e segura, nós da Extratos da Terra recomendamos a linha Dermolight, que é uma linha de clareamento de pele desenvolvida para tratar as diferentes marcas escuras existentes – melasma, pós-inflamatórias e solares.

A linha também auxilia no clareamento de marcas da idade tanto de regiões como rosto, pescoço, colo, mãos, entre outras. Possui produtos para uso de profissionais de estética, mas também contempla produtos para tratar as manchas em casa.

Tanto  os produtos profissionais como os para uso em casa agem da mesma forma em 15 pontos-chaves da formação das marcas escuras e também reduzem as marcas já presentes na pele.  

Como diminuir as manchas em casa?

Você pode tratar as manchas em casa, mas é muito importante monitorá-las e, se observar frequentes alterações em textura ou tamanho. Também é aconselhável procurar um médico para melhor diagnosticar o tipo de mancha, ok?

O tratamento home care é simples e rápido, pois concentra todos os benefícios necessários para o tratamento em apenas três produtos diários e de uso constante. 

Mas, a linha também conta dois potencializadores no processo de clareamento:

  • Máscara iluminadora, para uso de uma a duas vezes na semana
  • Clareador pontual, para aquelas manchas que são mais resistentes como o melasma, devendo usa-lo somente nos locais com esse tipo de mancha.

Dessa forma, esses produtos entregam diariamente doses constantes de ativos que promovem o clareamento da pele e evitam a formação de novas manchas.

Vamos aprender como usar os produtos?

Primeiramente, não se preocupe, a forma de usar é simples, sem complicações, e vou explicar o porquê de usar cada um dos produtos. Então, que tal começar hoje mesmo a tratar as marcas que te incomodam?

Para começar, a rotina de cuidados diários é composta por três passos e 2 que podem ser opcional e potencializadores. São eles:

  1. Limpar a pele com a espuma de limpeza
  2. Aplicar o sérum de controle das manchas
  3. Aplicar o protetor solar clareador

Mas, para quem tem manchas mais resistentes, poderá compor seu tratamento com mais dois produtos.

  1. sérum pontual, após limpar a pele com a espuma
  2. Máscara iluminadora de uma a duas vezes na semana após a limpeza com a espuma e antes do sérum pontual.

Confira como é o passo a passo completo.

Passo 1: limpeza e esfoliação

Primeiramente, vamos limpar a pele como a GlycoAcid Detox e secar bem.

Por que devo usar a GlycoAcid Detox?

Essa espuma prepara a pele para que os outros produtos consigam ter o máximo de eficiência.

Além disso, limpa e diminui a espessura da camada mais superficial da pele, ajudando a eliminar as células mortas que já estão pigmentadas.

Passo extra: potencializando o tratamento

A Máscara Iluminadora não precisa ser usada todos os dias, apenas de 1 a 2 vezes por semana. Passe de forma uniforme por todo o rosto ou, se preferir, use só nas manchas mais evidentes após limpar o rosto. Deixe agir por 15 minutos e retire. Seque bem a pele na sequência.

Por que devo usar a Máscara Iluminadora?

A máscara aumenta a hidratação da pele e você vai perceber o clareamento mais rápidos.

Ela também possui ingredientes que ajudam a controlar a formação de novas manchas.

Passo opcional: clareamento pontual em marcas mais resistentes

Se tiver marcas escuras resistentes ou mais destacadas, aplique o clareador pontual Nanospot somente sobre essas marcas após limpar a pele com a espuma. Deixe absorver e não retire.

Por que devo usar Nanospot?

O Nanospot é para aqueles casos em que as manchas são localizadas e mais intensas. Essas manchas são mais resistentes e demoram mais para serem clareadas.

À medida que se usam produtos para clareamento no rosto inteiro, esse tipo de mancha pode ficar ainda mais destacada, pois as outras regiões da pele ficam rapidamente mais claras.

Por isso, o clareador pontual, que tem ativos mais concentrados, vai trabalhar de forma mais intensa nessas manchas, o que torna a pele mais uniforme.

Passo 2: tratamento diário para redução das manchas.

Aplique o Sérum M-Solution em todo o rosto e não retire. Esses passos devem ser realizados duas vezes ao dia, pela manhã e à noite.

Por que devo usar o Sérum M-Solution?

Esse sérum contém vários ingredientes que impedem a formação de novas manchas e promovem o clareamento das marcas já existentes.

Ele age desde a superfície da pele até a camada mais profunda, onde a melanina é formada. Desta forma, o resultado percebido é uma pele mais uniforme, mais iluminada e mais clara.

Passo 3: proteção solar, prevenção e controle das manchas

Pela manhã, aplique o Tonalizante Clareador em todo o rosto, colo e pescoço, e reaplique sempre que necessário.

Por que devo usar o Tonalizante Clareador?

Primeiro porque o sol é o maior causador das manchas, e de nada adianta passar produtos clareadores se não fizer a proteção contra os raios UV.

Segundo porque o produto também tem ingredientes que controlam a formação de marcas escuras.

E terceiro porque ele é tonalizante e assim ajuda a disfarçar as marcas mais escuras, deixando a pele com tom bem mais uniforme sem a necessidade de usar base.

Uma boa dica é aplicar o Pó Multiproteção FPS 50 sobre o Tonalizante Clareador. Assim a proteção é completa contra os raios UV, contra a luz azul e a poluição digital, que também podem causar as manchas.

O protetor em pó é de fácil aplicação e muito prático para reaplicar durante o dia. Ele pode também pode ser aplicado sobre a maquiagem e faz o controle da oleosidade, deixando a pele matificada o dia todo.

Gostou do conteúdo e quer se livrar das manchas que tanto te incomodam?

Então confira os benefícios completos dos produtos em nosso site. E depois nos conte a sua experiência com a linha Dermolight.

Ah, tem mais um detalhe muito importante: esses produtos podem ser usados o ano inteiro, inclusive no verão. Então, vamos deixar a pele radiante?

Lucimara da Cunha
Cosmetóloga e Engenheira Química
Analista de Marketing e produtos