rejuvenescimento intimo

Rejuvenescimento íntimo: quais técnicas e produtos podem ser usados

Primeiramente, o rejuvenescimento íntimo tem ganhado o interesse de muitas mulheres, que procuram o tratamento para que possam se sentir melhor consigo mesmas ou para diminuir os efeitos da pós-menopausa nessa região. Anteriormente, falamos das alterações que acontecem na pele na menopausa e como diminuir esses efeitos no post “Pele na menopausa”.

Mas, afinal, o que é rejuvenescimento íntimo?

São diversas opções de tratamentos realizados por profissionais habilitados ou especializados na região íntima feminina. Ou seja, entende-se por região íntima as áreas como axilas, virilha, pregas do pescoço e parte interna da coxa. 

Existem tratamentos estéticos e outros que visam a melhora da saúde da mulher, a fim de diminuir as alterações provocadas pelo envelhecimento e que causam desconfortos. Há opções de tratamentos não invasivos bem como possibilidades cirúrgicas. 

regioes intimas

Neste artigo, vamos abordar o tratamento não invasivo com a finalidade de melhora estética. O resultado é a melhora da autoestima e do bem-estar da mulher com o seu corpo. 

Em primeiro lugar, os principais benefícios do rejuvenescimento íntimos são:

  • Diminuição da flacidez e aumento da firmeza
  • Clareamento da pele 
  • Aumento do volume perdido com a idade ou diminuição da gordura localizada na região íntima
  • Melhora da autoestima e da autoconfiança 

Quando fazer esses tratamentos ?

Não existe uma idade preestabelecida para fazer o rejuvenescimento íntimo.

menopausa

Porém,  a procura por esse procedimento é mais comum em mulheres com idade entre 50 e 60 anos, época em que começam a sentir os efeitos da menopausa, pois já sofrem queda hormonal.

Com a idade, ocorre absorção da gordura dos grandes lábios, o que torna a pele flácida e com rugas. Isso faz parte do processo natural do corpo da mulher. Por outro lado, essas alterações podem deixar a mulher desconfortável e menos confiante, levando a procura por tratamentos para reverter esses sinais do envelhecimento íntimo. 

Além dos efeitos da idade, a flacidez nos grandes lábios também pode ser causada por outros fatores como:

  • Fatores genéticos
  • Sedentarismo e falta de estímulo muscular no local
  • Múltiplos partos ou partos normais
  • Pós-cirurgia bariátrica, que diminui a gordura localizada e deixa a pele mais frouxa

Outro procedimento muito procurado é o clareamento da região íntima feminina. Nesse caso, o escurecimento da região não está ligado à idade, mas sim a outros fatores que levam mulheres jovens a procurar por esses tratamentos, como, por exemplo: 

  • Atrito de movimento
  • Irritação da região (ex.: roupas apertadas)
  • Ardor e assadura causada pelo atrito 
  • Queratina e melanina, que são estimuladas para proteção do local que sofre atrito

Em seguida, vamos abordar mais detalhadamente estes dois tipos de tratamento íntimo: rejuvenescimento não invasivo e clareamento. 

1 – Preenchimento e rejuvenescimento íntimo sem cirurgias

Como mencionado, com a idade ocorre uma diminuição das células de gordura na região íntima, principalmente nos grandes e pequenos lábios. Essa alteração é decorrente da diminuição dos hormônios e da redistribuição de gordura que acontece naturalmente no corpo. 

Para resolver esse problema sem apelar para cirurgias, existem no mercado algumas opções que visam restabelecer o volume e o aumento da firmeza da pele nessa região. 

Em primeiro lugar, para dar volume é necessário o uso de dermocosméticos que façam o preenchimento lipídico (que estimulem um novo armazenamento de gordura no local). Por outro lado, o preenchimento hídrico também é importante, pois hidrata a pele, deixando-a mais resistente e volumosa. 

Além dos dermocosméticos, procedimentos como microagulhamento, laser e radiofrequência são opções para o tratamento dessa região com a finalidade de preenchimento e aumento da firmeza. 

Em contrapartida, mulheres mais jovens sentem-se desconfortáveis pelo aumento excessivo do volume presente na região pubiana. Nesse caso, elas podem optar por tratamentos redutores com dermocosméticos lipolíticos e procedimentos como o ultrassom e o microagulhamento. 

2 – Clareamento de regiões íntimas

As regiões que se localizam na parte interna dos membros, como axilas, virilha e região perianal, podem sofrer com a hiperpigmentação. Normalmente, isso acontece por conta do atrito da pele nessas regiões, causado por fatores como:

  • Aumento de peso
  • Uso de roupas apertadas
  • Uso de desodorantes com álcool ou produtos cosméticos que não preservam a microbiota e a proteção da pele.

O fototipo de pele também influencia. Peles mais escuras tendem a apresentar hiperpigmentação, já que a produção de melanina é mais intensa do que em peles mais claras. 

Antes de se começar qualquer tratamento clareador, é necessário uma boa avaliação das causas que estão levando ao aparecimento de manchas nesses locais para que se possa montar o tratamento ideal.

Por exemplo, se a mancha na virilha é decorrente do atrito da pele, não adianta apenas tratar com produtos que diminuam a produção de melanina. Esse tipo de tratamento resolve o problema no curto prazo, mas a mancha vai voltar porque a causa não foi resolvida. Nesse caso, é necessário associar os produtos clareadores com outros que aumentem a hidratação, além de substituir roupas apertadas por outras que não causem atrito direto com a pele.

Outro fator importante é não utilizar produtos muito agressivos como peelings descamativos na região. Normalmente são regiões mais quentes do corpo, e o uso de produtos que retiram a proteção natural da pele vai estimular o sistema de defesa e acionar a produção de mais melanina, o que faz com que a mancha volte a aparecer. Por isso, procure sempre tratamentos que preservem a proteção natural, que inibam a produção de melanina e que aumentem a hidratação. 

Além dos cosméticos, o tratamento pode ser associado a procedimentos como microagulhamento e laser específicos para clarear a pele. 

Última dica
profissional de estetica

Para finalizar, um fator muito importante em qualquer um desses tratamentos é procurar um profissional qualificado e especializado para fazer esses procedimentos. Isso porque a região íntima é delicada e a fisiologia do local deve ser respeitada. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.