Arquivo da tag: fisiologia da pele

Estrutura e função da pele: explicação técnica

A principal função da pele é proteger o corpo contra os agentes externos do ambiente. Por outro lado, também é um meio de expulsar para fora o que está no interior do corpo e que não nos faz bem. E é por isso que a nossa alimentação influencia muito no estado da pele. 

A pele é um tecido vivo e dinâmico que sofre alterações constantes, dependendo de onde vivemos, do que ingerimos, da quantidade de água que consumimos e também do nosso estado emocional. Ela é a conexão do meio externo com o interior do nosso corpo. 

Todos sabemos o que é a pele, sentimos e tocamos nela diariamente. Mas você sabe do que ela é composta?

Você sabe como de fato a pele funciona e o que realmente ela faz em nosso corpo?

Neste post, vamos esclarecer essas perguntas, mostrar como é a pele no seu interior e a importância das principais estruturas que a compõem.

Estrutura e função da pele

Como funciona a pele: estrutura e camadas da pele

A pele é composta por três camadas que estão em constante renovação, sendo elas: 

  1. A epiderme
  2. A derme 
  3. A hipoderme ou camada subcutânea

Vamos conhecer um pouco mais sobre cada uma delas?

A epiderme: para que serve

A pele: as cinco camadas da epiderme

A epiderme é a camada mais superficial da pele e é onde agem os produtos que aplicamos. Essa camada é dividida em outras cinco camadas: basal, espinhosa, granulosa, lúcida e córnea.

O que difere essas cinco subcamadas são as características das células. De uma maneira mais simples, podemos dizer que a diferença principal entre elas é o estágio de vida das células da pele.

Como assim estágio de vida?

Bem, quando as células estão na primeira camada, elas são novinhas e recém-formadas. À medida que vão subindo para a superfície, elas vão ficando mais velhas, mais achatadas e formando espécies de escamas, até chegar na superfície, quando então vão formar o estrato córneo. Aqui nesse estágio elas já são células mortas, que constituem  a nossa película de proteção. 

Esse estágio de renovação da pele acontece entre 15 e 30 dias, dependendo da idade da pessoa. Ao passo que envelhecemos, esse processo vai ficando mais lento, e é por isso que percebemos a pele envelhecida, com a formação de rugas e de flacidez, que vão aumentando com a idade.

Vamos entender melhor esse ciclo de vida das células da epiderme?

A primeira camada, a mais profunda da epiderme, denomina-se camada basal. É nela que as células “nascem”, ou fisiologicamente falando, onde elas se dividem em um processo de multiplicação celular –, uma célula antiga dá origem a uma nova célula. Essa camada é responsável pela constante renovação da pele. 

Fazendo uma comparação com a nossa vida, esse estágio das células da pele seria como a fase dos bebês.

Na camada basal, existe também uma célula muito importante para a nossa proteção que é o melanócito. Ele é responsável por produzir um pigmento chamado melanina,  responsável por dar cor à pele. A melanina é a proteção natural da pele contra a radiação solar. Ou seja, ela protege as células dos danos provocados pelo sol. 

A segunda camada é a espinhosa, que corresponderia à nossa fase de infância e adolescência, uma fase de pleno desenvolvimento. Aqui as células começam a ficar mais achatadas e mais espalhadas. Nessa camada, acontece um processo de defesa contra agentes estranhos que conseguem penetrar nas camadas mais superficiais. É também na segunda camada que se desenvolvem as dermatites alérgicas de contato. 

A terceira camada é a granulosa, e agora já estamos na vida adulta. Nessa camada, as células já estão bem mais achatadas, e é aqui que são produzidas substâncias que formam a barreira de proteção impermeável da pele. Isso faz com que não percamos a água que está na nossa pele por evaporação e também faz com que a  água que está no exterior não seja absorvida pela pele.

Já imaginou entrar em uma piscina e o seu corpo sugar a água para dentro da pele?

Isso não é possível devido a essa barreira impermeável que a pele forma. 

A quarta camada é a lúcida, e já podemos comparar essa fase com a fase madura da vida, na qual  estamos mais velhinhos e já não temos tanta energia. Isso porque as células dessa camada já não têm mais núcleo e possuem um formato de  escama, sendo envoltas por queratina. Aqui, começa a se formar uma fina camada compacta que faz a proteção da pele e que é chamada de manto hidrolipídico, ou hidratação natural da pele. 

A quinta e última camada é o estrato córneo. Essa é a camada mais superficial, é a que conseguimos ver. Aqui as células já não têm mais vida, estão envoltas em material graxo, ceramidas e queratina, que formam  uma película protetora para que nada que esteja no exterior passe por ela.

De tempos em tempos, as células mais superficiais vão se desprendendo e sendo eliminadas naturalmente, enquanto outras células ocupam o seu lugar, e assim a pele permanece sempre bonita e lisa.

Por outro lado, quando envelhecemos, ou quando o nosso processo de renovação celular não é eficiente, muitas dessas células mortas não se desprendem, vão acumulando e formando uma camada espessa.

Para evitar que isso aconteça é que surgiu a esfoliação, que nada mais é do que facilitar a eliminação dessas células mortas que ficam depositadas na pele e que impedem que os produtos cosméticos aplicados possam ser absorvidos. Entenda mais sobre a importância da esfoliação aqui.  

As outras camadas – derme e hipoderme – constituem a pele por completo. Vamos conhecer um pouco mais cada uma delas? 

Derme: para que serve?

A derme é a camada posicionada logo abaixo da camada basal. Nela encontramos as conhecidas fibras de colágeno e elastina.

Essas fibras têm a função de dar sustentação à nossa pele. Digamos que elas são os pilares da epiderme, são as estruturas que seguram a pele e a mantêm firme e lisa.

Porém, com o passar dos anos, as células que produzem essas fibras vão ficando envelhecidas e já não produzem mais fibra de qualidade sozinhas, quando então começam a aparecer os sinais da idade, tais como rugas e flacidez. 

Outra função da derme é levar os nutrientes para a epiderme, já que nessa camada estão presentes os vasos sanguíneos. 

Também na derme temos o folículo piloso. Essa estrutura é o casulo do nosso pelo, é onde ele nasce e cresce. Esse folículo tem a sua base na derme e continua até a epiderme, dando condições de o pêlo e o cabelo saírem da pele. 

Junto com o folículo, temos outra estrutura importante que é a glândula sebácea. Ela é responsável por produzir o óleo que mantém a pele hidratada. Por outro lado, quando produz uma quantidade muito elevada, provoca o aspecto indesejado da pele oleosa e também o aparecimento da acne.

Hipoderme: para que serve?

A hipoderme não é mais considerada uma camada da pele, isso porque ela fica embaixo da pele, dando sustentação e suporte para toda a derme e a epiderme. 

A hipoderme tem como principal função armazenar energia, regular a temperatura e absorver o impacto. Dessa forma, quando sentimos alguma batida na pele, ela absorve o impacto e impede que os órgãos internos do corpo sejam danificados. 

A pele é um dos órgãos mais importantes para a vida e a proteção do corpo. Por isso, invista um tempinho para cuidar da sua pele, afinal ela é o nosso cartão-postal. 

Gostou deste conteúdo? Então compartilhe com quem você acha que também poderia gostar. Ah, e se tiver qualquer dúvida, pergunte aqui que logo responderemos 😉

Instagram: https://www.instagram.com/extratosdaterra/
Facebook: https://www.facebook.com/extratosdaterra/
Youtube: https://www.youtube.com/ExtratosdaTerra
Nosso site: https://extratosdaterra.com.br/