Arquivo da tag: queda de cabelo

Nano Hair: vitaminas para a queda de cabelos

Vitaminas para a queda de cabelos podem ser a solução para o seu problema!

Muitas vezes, a queda excessiva e anormal dos fios está ligada à falta de nutrientes e de vitaminas, o que faz com que os fios fiquem cada vez mais fracos e provoque o aumento da queda. 

Uma forma de repor essas vitaminas é fazer uso de tônicos que entregam pontualmente nos fios os nutrientes de que eles precisam. Uma opção comprovada e testada para reduzir a queda e estimular o crescimento dos cabelos é o Nano Hair

Quer saber por que ele é a solução para a queda dos fios? Então, confira este post e descubra todos os benefícios deste tônico. 

Vitaminas para a queda de cabelos

Nano Hair para queda de cabelos

O Tônico Nano Hair possui um blend de vitaminas, minerais e aminoácidos para repor de forma tópica os nutrientes diretamente onde o fio nasce. E assim, diminui de modo significativo a queda de cabelos. 

Sabe-se que a fase de crescimento do cabelo é a etapa mais importante no ciclo de vida do fio, pois ela é a mais longa. Falamos sobre as fases de crescimento no blog sobre a queda de cabelo

Sendo assim, para reverter a queda de cabelo, o ideal é fortalecer e alimentar o bulbo capilar nessa fase através de vitaminas e de outros nutrientes importantes para os fios. 

O tônico Nano Hair age exatamente nesse ponto. Por ser aplicado diretamente no couro cabeludo, o tônico entrega as vitaminas necessárias para o crescimento dos cabelos.

Onde o Nano Hair age nos fios?

Para o tratamento da queda do cabelo, um dos aspectos mais importantes é a vitalidade das células do bulbo, ou seja, é preciso dar mais energia às células que produzem o cabelo. Dessa forma, há melhora na qualidade dos fios, redução das taxas de queda e estímulo no crescimento de novas fibras capilares. 

Então, é nestes aspectos que o Nano Hair age:

Onde age o Nano Hair

O ponto 1 da imagem representa a ação do Nano Hair no bulbo do fio, deixando o cabelo mais forte e assim diminuindo a queda.

Por outro lado, na extensão do fio, representada pelo número 2, devido às vitaminas presentes, o tônico estimula o crescimento dos fios, deixando-os mais espessos e bonitos. 

No ponto 3, o tônico consegue chegar na base do bulbo pois o blend de vitaminas e aminoácidos é nanoencapsulado. Dessa forma, auxilia a microcirculação, entregando mais nutrientes ao fio e melhorando a oxigenação, fixando o fio no couro cabeludo.

Essa melhora da microcirculação do bulbo proporciona maior quantidade de oxigênio livre para que as células possam transformar os nutrientes em energia e ativar as células capilares novamente. Isso faz com que o fio que estava na fase de transição, sem atividade, retorne para a fase de crescimento, e as células voltem a se dividir. Esse é o chamado efeito âncora, pois promove a fixação do fio, que estava pronto para se desprender e cair, no couro cabeludo novamente, regularizando o ciclo de vida do cabelo.

O número 4 indica o couro cabeludo, pois o tônico também controla a oleosidade. Esse fator é importante, visto que, quando há excesso de óleo, o couro cabeludo não consegue desenvolver as suas funções adequadamente, como a oxigenação, por exemplo. Além disso, a oleosidade carrega consigo toxinas que prejudicam a saúde dos cabelos e podem provocar caspa e seborreia.

Quais as vitaminas para o cabelo existem no Nano Hair?

O Nano Hair possui um composto exclusivo da Extratos da Terra, o Nanogrow.

Esse componente é um blend nanoencapsulado que, como vimos, age onde o fio nasce. Ele é composto por uma combinação de aminoácidos, vitaminas do complexo B e proteínas. 

As vitaminas para a queda de cabelos, presentes no Nanogrow, assim como os outros componentes, são:

  • Proteínas de soja
  • Arginina
  • Tirosina
  • Ornitina
  • Sais de zinco
  • Niacinamida
  • Biotina 
  • Glucosaminas
  • Entre outros

Benefícios das vitaminas e dos outros componentes do Nanogrow

O Nanogrow contém aminoácidos que formam importantes proteínas da estrutura dos fios, ou seja, ajuda a compor um cabelo mais espesso e mais forte. 

Além disso, o ativo nanoencapsulado entrega os nutrientes ao bulbo de forma mais eficiente e prolongada, garantindo assim que os fios tenham todo o alimento de que precisam, na hora em que precisam, para fazer os fios crescerem mais resistentes e fortes.

Vamos ver agora os benefícios de cada componente para o cabelo:

  • Proteína de soja hidrolisada: são proteínas essenciais e necessárias para o crescimento do cabelo. Elas regulam a nutrição e fornecem enxofre para a biossíntese de proteína dos fios. 
  • Aminoácidos como tirosina, arginina e ornitina: compõem a estrutura dos fios, dando resistência e espessura ao fio. 
  • Glucosaminas: reforçam a estrutura do fio. 
  • Vitaminas do grupo B (niacinamida, PP, B5 e biotina): regulam a nutrição celular.
  • Sais de zinco: fazem o controle da oleosidade do couro cabeludo.
  • Extrato da raiz de Panax Ginseng: intensifica a estimulação do couro cabeludo, aumentando a profundidade e a espessura do cabelo.
  • Extrato da raiz de Arctium Majus: aumenta a microcirculação, melhorando a nutrição e a oxigenação das células produtoras do fio. 

As vitaminas para a queda de cabelo realmente funcionam? 

Não só as vitaminas, mas a combinação de todos os ingredientes do Nano Hair passou por muitos estudos e testes de eficácia antes do lançamento do produto para comprovar que ele realmente funciona. 

Primeiramente, foram realizados testes clínicos, ou seja, com a avaliação de um médico e com o uso de aparelhos que conseguiam ver a quantidade de fios que cresceram com o uso do tônico.

Os resultados após 60 dias de uso do tônico mostraram que 81% dos participantes apresentaram aumento da densidade de novos dos fios. Como pode ser observado na imagem à direita (diversos fios nascendo). Por outro lado, 56% apresentaram redução da queda de cabelo após 60 dias.

teste de eficácia do Nano Hair

Depois, perguntou-se aos voluntários que usaram o produto por 60 dias se eles viram diferença em relação à queda e ao crescimento dos fios. Os resultados foram os seguintes:

75% perceberam crescimento capilar no local de aplicação (couro cabeludo)
94% observaram redução da queda capilar
88% observaram redução na queda ao lavar e pentear os cabelos
88% perceberam que os fios capilares ficaram mais fortes
69% perceberam aumento no volume/densidade dos cabelos

Todos esses testes foram realizados por laboratórios credenciados pela Anvisa, sem vínculo com a Extratos da Terra. Esses laboratórios selecionaram e aplicaram os testes para que não houvesse influência na opinião das pessoas que usaram o produto. 

Para finalizar, o Nano Hair tem pH de 5 a 7 e não possui álcool em sua composição. Também não possui restrições de uso, podendo inclusive ser usado por gestantes e lactantes. 

Experimente você também o Nano Hair e depois conte para a gente a sua experiência 😉

Queda de cabelo: por que os cabelos caem e como evitar

A queda de cabelo é um problema que afeta e preocupa grande parte da população mundial e como resultado pode ter um impacto importante na autoestima e na personalidade das pessoas.

E você? Algum dia já se preocupou ao perceber a quantidade de fios de cabelo que encontra no chão da sua casa?

queda excessiva de cabelo

Pois saiba que isso é mais comum do que se imagina.

A Redação Hora divulgou um dado bem expressivo sobre a queda de cabelo. Segundo a reportagem, o problema atinge ao menos 25% das brasileiras com idade entre 35 e 40 anos, e o percentual sobe para 50% a partir da quarta década de vida. 

Por outro lado, os homens, segundo a Associação Brasileira de Cirurgia de Restauração Capilar, estima-se que mais de 25 milhões de brasileiros do sexo masculino sofram de algum grau de calvície. A primeira mudança neles é geralmente a queda do cabelo nas áreas temporais, que ocorre em cerca de 96% dos homens brancos maduros, incluindo aqueles sem tendência à calvície.

Por que os cabelos caem

A perda de cabelos é um processo natural do ciclo de crescimento dos fios. Diariamente perdemos cerca de 80 a 120 fios de cabelo, e isso é normal. Por outro lado, quando esse número começa a se acentuar, passamos a ter o que se configura como queda de cabelos.

Acima de tudo, para tratar e prevenir esse problema, é importante entender como funciona o ciclo de crescimento dos fios.

Fases de crescimento dos fios

fase de crescimento
Fases do crescimento dos fios de cabelo. Fase anágena, catágena e telógena.

O crescimento dos fios do cabelo divide-se em 3 fases:

1 – Fase anágena: quando o cabelo é efetivamente produzido, e o fio está em crescimento. Tem duração de 2 a 6 anos, e aproximadamente 90% dos cabelos do couro cabeludo encontram-se nesta fase.

2 – Fase catágena: é uma fase curta, que dura de 2 a 4 semanas, e de transição. Os fios param de crescer, e o folículo que produz o cabelo se contrai em direção à superfície. 

3 – Fase telógena: é caracterizada pelo repouso do folículo, sem qualquer atividade. Esta fase dura de 2 a 4 meses e, à medida que o fio entra na fase telógena, novas células vão começando a se dividir, formando um novo fio. Posteriormente, o fio que estava em repouso cai, dando espaço para o desenvolvimento do novo. 

Quando acontecem alterações neste ciclo, começa-se a perceber a queda acentuada dos fios. 

A perda anormal de cabelos, ou seja, aproximadamente mais de 100 fios por dia, pode ser percebida através de: 

  • Queda ao passar as mãos pelos cabelos
  • Perda excessiva de fios ao lavar e ao pentear
  • Observação de vários fios de cabelos soltos sobre o travesseiro ao acordar
  • Perda de volume dos cabelos
  • Quando conseguir observar facilmente grandes áreas do couro cabeludo

Ou seja, perder cabelo é um processo natural do ciclo de vida dos fios. Mas, quando essa queda é maior do que aproximadamente 100 fios, trata-se de um alerta que indica que algum fator está alterando o crescimento normal dos cabelos. 

Causas da queda de cabelo 

Muitos fatores podem interferir no crescimento dos fios, incluindo por exemplo, medicamentos, radioterapia, quimioterapia, exposição a substâncias químicas, fatores nutricionais e hormonais, doenças da tireoide, doença de pele generalizada ou local, e também estresse.

Dois desses fatores estão muito relacionados ao estilo de vida, que são a dieta alimentar e o estresse.

Primeiramente, uma dieta não balanceada causa deficiência de proteínas, aminoácidos e vitaminas, o que prejudica a nutrição do folículo capilar e enfraquece o fio, levando à queda precoce. 

O especialista Dr. Francisco Le Voci explica que o estresse, quer seja físico ou emocional, pode acarretar o que chamamos de eflúvio telógeno. O estresse pode provocar uma aceleração desse ciclo de crescimento dos fios e, com isso, muitos fios caem antes da hora, ou seja, o ciclo torna-se mais acelerado. A queda diária normal, que varia entre 80 a 120 fios por dia, pode se acentuar, chegando a até 600 fios por dia.

A queda anormal também pode estar ligada a fatores genéticos que desencadeiam a calvície tanto em homens quanto em mulheres

4 mitos sobre a queda de cabelo

1- Cortar o cabelo evita a queda

Mito, pois o corte retira parte da extensão do fio e não altera o ciclo de crescimento. Por outro lado, o corte frequente deixa o cabelo mais volumoso e com mais viço. Pois retira as pontas que são prejudicadas pelo sol, mar e tratamento químicos.

2 – Lavar os cabelos frequentemente aumenta a queda

Por mais que pareça aumentar a queda, isso é um mito. O processo de lavagem faz com que os cabelos que já caíram e estão presos nos outros fios se soltem, dando a impressão de que a lavagem aumenta a queda. 

3 – A amamentação aumenta a queda dos cabelos

Isso é um mito, pois na verdade trata-se de um período normal de adaptação do corpo. O que acontece é que durante a gestação os cabelos crescem mais devido à influência dos hormônios. Posteriormente, após o parto, as taxas hormonais vão voltando à normalidade, e um número maior de folículos entra na fase telógena, fazendo com que os fios caiam com mais volume para serem substituídos por novos. 

4 – O excesso de testosterona nos homens causa a queda do cabelo

Mito, pois a causa da queda dos fios, e principalmente a calvície, não se dá pelo aumento da testosterona, e sim pelo aumento da 5 alfa-redutase, que é um fator geneticamente determinado. Mas o mais importante, no caso de homens com tendência à calvície é tratar o couro cabeludo para retardar esse processo. 

Como tratar e evitar a queda de cabelo

Quando se percebe que os cabelos estão caindo mais do que o normal, é sempre bom investigar as causas. Para isso, procure um especialista. 

Reveja também seus hábitos. Você tem se alimentado adequadamente?

Como estão seu emocional e seu estado físico? Sua rotina é muito estressante? Se sim, repense e redefina seus objetivos 😉

Mas calma, também existem soluções para evitar a queda dos fios e estimular o crescimento de novos, mais fortes e saudáveis. 

Hoje os dermocosméticos são muito eficientes e aliados importantes nessa missão. O Tônico Nano Hair, por exemplo, é um blend de vitaminas, minerais e aminoácidos, para repor de forma tópica esses nutrientes diretamente onde nasce o fio. Isso é possível graças à tecnologia nanoencapsulada dos ingredientes. 

Além do tônico, a Extratos da Terra também possui uma linha completa para redução da queda e estímulo do crescimento dos fios de cabelo, barba e sobrancelhas.

Se você está com muita queda de cabelo, investigue as causas. Em conclusão, prevenir e tratar o problema no início sempre é a melhor indicação. 

Mas se ainda tiver dúvidas, deixe nos comentários a sua pergunta que temos uma equipe pronta para te ajudar 😉

Calvície feminina: causas e tratamento

A calvície feminina pode se transformar num problema de autoestima muito sério. Já que o cabelo é de fundamental importância para a imagem pessoal, principalmente quando se trata do sexo feminino.  Apesar ser pequena a porcentagem de mulheres que sofrem com a alopecia androgenética, o problema de fato ocorre e é influenciado por ação genética e hormonal, como nos homens.

Mas as mulheres ficam carecas?

Sim, a calvície feminina geralmente se inicia logo após a puberdade, quando os hormônios sexuais começam a ser produzidos. A evolução é lenta.

Primeiramente, ocorre uma rarefação difusa dos cabelos, que se tornam finos e têm o seu tamanho diminuído. Como resultado, ocorre a queda mais frequente, sem o crescimento de um novo fio.

Por outro lado, com a idade avançada, pode ocorrer, inclusive, de uma mulher ficar careca, porém não é algo muito comum.

Tudo pode se agravar se a mulher tiver alguma patologia ligada a fatores hormonais ou endócrinos. Principalmente, após a menopausa, quando  há uma alteração hormonal importante e falta de nutrientes e oligoelementos.

calvície e quada capilar

Por outro lado, não é só os fatores genéticos que podem causar a queda dos fios. Pois as mulheres acumulam funções no seu dia a dia, que as deixam no grupo de maior nível de estresse, que pode causar a queda dos cabelos.

Além disso, as mulheres fazem uso de cosméticos para os cabelos, muitas vezes não adequados, e ainda de muita química, que prejudica os fios, deixando-os mais fracos.

Um exemplo das alterações no fio por procedimentos estéticos é a temperatura alcançada pelas pranchas. Essa temperatura acaba formando bolhas ao longo do fio, proporcionando a quebra do cabelo e deixando-o frágil, enfim, um transtorno!

Falhas nas sobrancelhas

De forma similar ao que acontece com o cabelo, as sobrancelhas também possuem um papel fundamental na autoimagem da mulher.

Nem todas têm uma sobrancelha volumosa, capaz de seguir um design mais moderno. Algumas até já tiveram, mas, seguindo padrões dos anos 70, arrancaram tudo, já que a moda naquele momento era apenas ter uma fileira de pelos.

Mas como o crescimento das sobrancelhas difere do crescimento do cabelo, algumas mulheres não conseguem mais ter um volume desejado para um desenho adequado de suas sobrancelhas.

Tratamento da calvície feminina e falha das sobrancelhas

No tratamento para a calvície feminina, em muitos casos é preciso interferência médica e suplementações vitamínicas. Porém, o uso de shampoo e outros produtos para o cuidado do couro cabeludo com ingredientes voltados ao tratamento da queda é fundamental.

A linha Terapia Capilar da Extratos da Terra é uma excelente opção para o complemento dos tratamentos capilares.

Além de nutrientes importantes para o fortalecimento dos fios já existentes e crescimento de novos, os produtos controlam a oleosidade e protegem os cabelos da ação do tempo.

Os produtos inclusive fortalece os fios danificados por químicas e fragilizados devido a ações externas e até por conta do próprio envelhecimento.

Mas é importante frisar que o tratamento deve ser iniciado assim que se perceber o afinamento dos fios ou queda abundante. De modo que o problema não se agrave.

Enfim, o legal é saber que a Linha Terapia Capilar pode ser usada no couro cabeludo, reforçando a saúde dos fios e controlando problemas como oleosidade e queda.

Ela pode ser usada também em toda a extensão dos fios, devolvendo-lhes elasticidade e prevenindo a quebra. Além de proporcionar excelente hidratação.

Ah, e a linha conta com um tônico específico para ser usada nas sobrancelhas. Ele promove o aumento da espessura e crescimento de novos fios, preenchendo as falhas.

Não é maravilhoso?

Conheça e teste os benefícios dos produtos desenvolvido pela Extratos da Terra, você encontra os produtos de tratamento capilar em nosso site extratosdaterra.com.br ou em um de nossos distribuidores.

Experimente!

Elizete Garcia
Coordenadora técnica Extratos da Terra

Calvície masculina: entenda se você pode ficar careca

A calvície masculina é bem comum nos homens. Hoje muitos deles aceitam suas “carequices” raspando a cabeça e assumindo definitivamente a falta de cabelos.

Porém, quando os cabelos começam a cair, muitos passam por momentos de não aceitação. Sobre esse assunto, sempre surgem inúmeras dúvidas, então seja se você tem predisposição para ficar calvo.

Quando alguém sabe se ficará calvo?

A alopecia androgenética pode ser verificada pela predisposição familiar (seu pai e seu avô), e esta patologia se inicia logo após a puberdade, quando deveriam ser iniciados os tratamento.

Como perceber que a calvície está chegando?

A tendência à calvície pode ser observada primeiramente pela espessura dos fios.

Se os fios da frente da cabeça estiverem mais finos e os cabelos mais oleosos, é sinal de que o cabelo está começando a morrer e que a calvície está chegando.

É nesse momento que se deve iniciar o tratamento.

Mas afinal, por que os fios caem?

Todo o processo é provocado por uma combinação de fatores genéticos e hormonais e está diretamente relacionado com a testosterona, um hormônio sexual masculino.

Como as mulheres também produzem pequenas quantidades dessa substância, a calvície não é uma exclusividade masculina, e elas também estão sujeitas a desenvolver a calvície feminina. Porém as estimativas são de 5% de mulheres para 95% de homens.

Como a calvície androgenética ocorre?

Um folículo piloso saudável pode ter até quatro fios de cabelo. Mas, quando este folículo é estimulado pela testosterona, inicia-se a calvície, e este mesmo folículo começa a apresentar um menor número de fios e muito mais finos.

Com a tendência genética, o hormônio masculino presente no folículo sofre a ação de uma enzima, a 5-alfa-redutase, e é transformado em DHT (dihidrotestosterona).

Esse hormônio (DHT) desencadeia a morte das células que produzem os fios. Daí os folículos se fecham e diminuem a produção de fios progressivamente.

Observe que a alopecia androgenética acomete a parte superior da cabeça. Isso ocorre porque os fios que se localizam nas laterais e atrás da cabeça não produzem a tal enzima.

Mito da calvície!

A relação entre a queda dos fios e a ação da testosterona deu origem à ideia de que os carecas deviam, então, produzir maiores quantidades de hormônio masculino. Portanto, seriam mais viris do que os cabeludos.

Porém, teoricamente todos os homens, sejam eles calvos ou não, produzem a mesma quantidade desse hormônio e, além disso, não é o nível de testosterona que provoca a calvície.

Ademais, a presença de uma grande quantidade de DHT circulando pelo organismo também não significa obrigatoriamente que um indivíduo se tornará calvo. É necessário que esse excesso de receptores esteja presente no couro cabeludo.

Sendo assim, até que o contrário seja comprovado cientificamente, essa história de que os carecas são mais “machões” do que os cabeludos não passa de mito.

Prevenção da calvície

Embora a calvície sofra influência genética e se inicie logo após a puberdade, vale a pena mudar os hábitos diários em relação aos produtos usados nos cabelos.

A linha Terapia Capilar da Extratos da Terra traz nutrientes e oligoelementos que contribuem no controle da oleosidade e da queda, e melhoram a autoestima do homem.

Ah, uma boa notícia é que todos os produtos usados nos cabelos podem ser estendidos para a barba também.

Conheça e teste os benefícios dos produtos desenvolvido pela Extratos da Terra em nosso site, extratosdaterra.com.br ou em um de nossos distribuidores.

Experimente!

Elizete Garcia
Coordenadora técnica da Extratos da Terra

Força na peruca!

O seu cabelo não para de cair? Você fica surpresa com a quantidade de fios que caem ao lavar ou pentear os cabelos todos os dias? Quer entender como isso ocorre? Então vamos lá, e força na peruca, que vou explicar tudinho sobre esse complexo universo que é a formação dos fios de cabelos.

Perder fios de cabelos diariamente é normal, faz parte da vida! Normalmente perdemos entre 80 a 100 fios por dia. Mas se a queda for maior do que isso, aí sim é um indício de que algo não está certo, então vale investigar as causas.

Para que o ciclo de vida do fio funcione normalmente, o bulbo capilar tem de ter oxigenação, nutrientes, vitaminas e proteínas, tudo para que você não perceba que está perdendo os cabelos. A formação do fio é um universo complexo e encantador, é algo que começa lá dentro do couro cabeludo e segue com o crescimento, até ficar assim no aspecto que a gente vê. E esse ciclo não para: quando um fio cai, é porque um outro já está lá, pronto para nascer no mesmo lugar, isso, claro, no estado normal, quando não há problemas de queda acentuada.

Vamos então entender como é a vida do nosso cabelo? Dentro do couro cabeludo, nós temos milhares de folículos pilosos, que são uma espécie de cápsula onde o fio de cabelo cresce. O ciclo de vida do cabelo é dividido em 3 fases distintas, que duram em média 6 anos. Isso quer dizer que, aproximadamente a cada 6 anos, cada fio da nossa cabeça é substituído por um novo fio.

O ciclo de vida do cabelo segue a seguinte ordem:

  • Fase de crescimento: dura de 2 a 6 anos, e cerca de 90% dos fios da nossa cabeça estão nesta fase. Esse é um período muito importante e crucial para que os nossos cabelos sejam saudáveis. Durante esse tempo, as células dentro do folículo (aquela espécie de cápsula que fica dentro do couro cabeludo) vão se dividindo, e o cabelo vai crescendo.
  • Fase de transição: nesta etapa, o cabelo para de crescer, e os nutrientes não são mais entregues ao fio. Essa fase dura de 2 a 4 semanas, e somente cerca de 1% dos nossos cabelos encontram-se neste período.
  • Fase de repouso: esse é o último ciclo do cabelo, o folículo já não tem mais divisão de células, os nutrientes não são mais entregues ao fio e ele morre. O próprio folículo vai empurrando esse fio para fora da cabeça para que ele caia e nasça outro no lugar. Essa fase dura em média de 2 a 4 meses.  

Bom, mas se esse ciclo funciona perfeitamente, ou seja, se quando um fio morre, já nasce outro no lugar, então por que temos queda anormal de cabelos? Como você pode perceber, a fase mais importante é a de crescimento, e para termos os cabelos saudáveis, sem queda anormal, é preciso que todos os nutrientes necessários para o desenvolvimento do fio cheguem até o bulbo capilar. Porém, os folículos são atingidos diretamente, quando ocorre uma variação ou desequilíbrio do nosso corpo, como, por exemplo, quando estamos expostos ao estresse. São situações em que os nossos hormônios se desequilibram e afetam diretamente o bulbo capilar. A falta de uma alimentação equilibrada é outro exemplo que leva à queda de cabelo, já que, na falta de nutrientes importantes, o nosso corpo deixa de mandá-los para o nosso cabelo para poupá-los e então os envia para as outras funções vitais do organismo. Em consequência, acontece a queda de cabelo, pois o fio que estava na fase de crescimento não tem mais alimento. Então ele entende: “Opa, está na hora de trocar de fase”, e pula para a fase de transição, parando de crescer, e cai antes do tempo. Isso é muito comum em mulheres que amamentam, visto que a maioria dos nutrientes são usados para formar o leite e para as funções vitais do organismo da mulher, e os cabelos acabam sofrendo com deficiência de nutrientes, ocorrendo as quedas mais acentuadas.

Agora que vocês já sabem tudo sobre o ciclo de vida do fio, fica mais fácil entender como os produtos para queda de cabelo agem. Quer conhecer mais, acesse o conteúdo Queda nunca mais!

Conheça e teste os benefícios dos produtos desenvolvido pela Extratos da Terra em nosso site, extratosdaterra.com.br ou em um de nossos distribuidores.

Experimente!

Queda de cabelo pós-covid: mito ou verdade?

A queda de cabelo pós-covid é um relato cada vez mais comum em pessoas que apresentaram sintomas provocados pelo coronavírus. Vários estudos estão mostrando que esse sintoma é verdadeiro, mas o real mecanismo que leva à queda do cabelo ainda não está completamente desvendado.

Por exemplo, o estudos de Lopez-Leon e colaboradores, publicado em janeiro de 2021, apontam que 25% das pessoas que apresentaram sintomas da covid-19 têm problemas de queda após a doença.

queda de cabelo

Segundo os pesquisadores, a queda de cabelo é um dos 5 sintomas de longo prazo mais comuns por conta da doença (sintomas que aparecem ou persistem após a recuperação).

 Neste blog, vamos abordar algumas dúvidas em relação a esse assunto.

Por que os cabelos caem após a doença?

Primeiramente, a causa da queda do cabelo pós-covid ainda não está 100% definida. Mas se acredita que decorre do que os médicos chamam de eflúvio telógeno. 

O eflúvio telógeno é quando o cabelo que está em fase de repouso tem esse ciclo acelerado (quando o fio para de crescer e se prepara para cair, sendo trocado por um novo fio). Em outras palavras, é como se o tempo de vida do fio durasse menos do que o normal e, com essa fase acelerada, mais cabelos caem. 

Os especialistas revelam que essa queda acentuada é causada pela inflamação nos folículos pilosos. Assim como ocorre em outras doenças como dengue, chikungunya e zika, além de episódios de estresse, perda de peso, deficiência nutricional e pós-parto.

No caso da covid-19, a Sociedade Brasileira de Dermatologia do Rio de Janeiro (SBDRJ) declara que essa queda pode estar relacionada:

  • Á própria infecção
  • Ás medicações utilizadas no combate à doença
  • Ao estresse emocional nessa fase de isolamento social

Além disso, outros estudos mostram que, em resposta à infecção por covid-19, o corpo diminui a concentração de proteínas anticoagulantes, podendo levar à formação de microtrombos. Em consequência disso, reduz o acesso de sangue ao folículo piloso (onde o fio de cabelo é produzido), deixando os fios mais fracos e provocando sua queda antecipada.

Estudos ainda apontam a alopecia como um sintoma pós-covid, mas nesse caso a covid parece ser um gatilho para o aparecimento do quadro, já que a alopecia está mais ligada à predisposição genética. 

Quanto tempo após a recuperação da covid-19 os cabelos começam a cair?

Em primeiro lugar é importante saber que esse tempo de surgimento do sintoma varia muito de um caso para outro. Mas os relatos apontam de 3 semanas a 3 meses após o diagnóstico da doença. 

Quanto tempo dura a queda de cabelo pós-covid?

A princípio, em média de 3 a 6 meses após o diagnóstico da doença. Após esse período os cabelos tendem a voltar ao normal, desde que não exista uma tendência genética para alopecia ou outro fator envolvido na queda.

Por outro lado, no caso de existir uma tendência genética para a alopecia e o covid ser um gatilho inicial para desenvolver esse quadro, os fios vão ficando cada vez mais finos. 

É importante também lembrar que a deficiência de ferro e de vitaminas pode prolongar essa fase de recuperação, e por isso é importante consultar um especialista para um diagnóstico mais preciso e também para investigar se outros fatores não estão envolvidos na queda dos fios. 

Tratamento tópico para queda de cabelo

O tratamento para queda de cabelo devido ao covid é o mesmo que os já usados normalmente. Ainda não se sabe se existe algum mecanismo específico do vírus que induz o aumento da queda, por isso o tratamento segue a indicação usual e já conhecida.

Por exemplo, um tratamento tópico para queda que faz a reposição de vitaminas no folículo é o Tônico Nano Hair. Esse tônico segura o fio por mais tempo no couro cabeludo, diminuindo a queda e também fortalecendo o fio, deixando-o mais espesso.

O Tônico Nano Hair possui um blend de vitaminas de que o cabelo necessita para crescer saudável e normalizar o ciclo de vida capilar. Entre os componentes, estão aminoácidos, vitaminas do complexo B e proteínas como:

Nano Hair para queda de cabelos
  • Extrato de ginseng
  • Arginine
  • Sais de zinco
  • Niacinamida
  • Biotina
  • Glucosaminas

Dessa forma, para saber mais sobre o Nano Hair e como ele funciona, confira o blog – Nano Hair: vitaminas para queda dos cabelos. 

Então, se você gostou do conteúdo ou tem alguma dúvida? Deixe o seu comentário aqui que nós respondemos para você 😉